Solstício Dezembro 2020

 

21 de Dezembro às 10.03h em Portugal Continental. 

SOLSTÍCIO DEZEMBRO 2020 e o GRANDE ALINHAMENTO GALÁTICO

Focalizando as intenções mais positivas para o Bem Maior da Humanidade e da Terra.

SOL ENTRA EM CAPRICÓRNIO ALINHADO COM O CENTRO DA GALÁXIA e em CONJUNÇÃO COM MERCÚRIO – o Mensageiro. Qual a mensagem que nos chega desde o Coração da Galáxia?

Preparemo-nos para receber esta Transmissão diretamente da Fonte ( e para isso é necessário desligar a televisão ).

CONJUNÇÃO DE JÚPITER E SATURNO NO GRAU 0º DE AQUÁRIO VISÍVEL NOS CÉUS. A conjunção visível em Aquário destes dois gigantes do nosso Sistema Solar ocorreu pela última vez a 4 de março de 1226. 

Têm estes dois planetas um papel de peso na organização da realidade humana na Terra. A mudança de Capricórnio onde estiveram durante o ano de 2020 e que na sua conjunção com Plutão ( morte e renascimento ) se traduziu na enorme transformação do sistema que temos vindo a assistir e a entrada em Aquário refletem um câmbio energético fortíssimo.

Apesar de todas as dificuldades não perder a Esperança e encontrar as questões certas a colocar, desconstruindo velhos paradigmas que já não servem. Não alimentar o medo, manter um pensamento positivo e acreditar que dias melhores virão e que a semente dos frutos do futuro é lançada no presente. Cuidar de nós e uns dos outros fazendo o melhor que se sabe, semeando as melhores intenções contribuindo para a elevação / ascensão do coletivo.

FOQUEMOS NA LUZ DE AQUÁRIO: a grande perspectiva do Todo, a verdadeira Liberdade que só é alcançada através da expansão da consciência a níveis mais elevados, desenvolvendo capacidades visionárias ancoradas no que é comum ao Bem Maior da Humanidade na Terra, a revolução do pensamento e o “pensar fora da caixa”. 

O Despertar do Coração da Humanidade a níveis de maior abrangência – a Consciência Crística do Amor Universal acessível a Todos.

A possibilidade de visualizar uma realidade alternativa mais justa, equilibrada, em harmonia com o Ser e com o planeta, muito diferente da que se tem vivido nos últimos milénios e mais especificamente desde a revolução industrial coma exploração em massa dos recursos naturais.

A Mãe Terra é por demais generosa, se for bem nutrida e cuidada, os seus frutos podem chegar a todos.

A cooperação e organização entre comunidades locais.

A LIBERDADE DE ESCOLHER CAMINHOS MAIS ELEVADOS DO SER. A reConexão com a Essência.

Os alinhamentos deste Solstício permitem-nos lançar sementes de intenção num potencial magnificado de ancoramento e manifestação na realidade terrena.

O poder conjunto da intenção positiva tem muita força. Semeemos a melhores sementes.

NO PORTAL DO SOLSTÍCIO chegamos ao momento em que o Sol entra no grau 0º de Capricórnio e damos as boas-vindas ao Inverno no Hemisfério Norte. 

O testemunho directo da celebração dos Solstícios e Equinócios chega-nos da antiguidade remota através dos círculos de pedra e outros monumentos megalíticos que os nossos ancestrais deixaram, erguidos em alinhamento com as coordenadas destes eventos celestiais, marcando a mudança das estações na Terra e a organização da vida pessoal e social em função destes marcos / portais do Tempo – calibrando o Ser com o tempo natural numa harmonia essencial.

Segundo estudos arqueológicos, a inexistência de estruturas defensivas em lugares mais antigos de aglomerados humanos, revelam que houveram tempos de paz em que as comunidades viviam em harmonia com o seu próximo e com o meio ambiente alinhando as suas vidas com os ciclos naturais em perfeita conexão com a Mãe Natureza. Tempos de equilíbrio entre o Céu e a Terra reflectiam o equilíbrio nas relações humanas e permitiam a contemplação da existência, do conhecimento dos movimentos dos céus e dos ritmos da Natureza e da construção destes monumentais marcos celestiais.

Em Portugal somos abençoados com o testemunho prolífico que estes povos nos deixaram, as pedras mágicas que há milhares de anos testemunham a passagem do tempo em locais como o Cromeleque dos Almendres perto de Évora ( com cerca de 8000 anos ), o Tholoi de Alcalar perto de Portimão (com cerca de 5000 anos ) e muitos outros que perduram até hoje, para não falar dos que foram destruídos ou levados pelas sucessivas ocupações humanas do território.

Tão significativa era a celebração destes portais do tempo que justificava aos nossos ancestrais a movimentação e erecção destes monólitos pesando toneladas usando técnicas de engenharia ainda hoje difíceis de entender para o período em questão.

Os padrões do movimento dos planetas e das constelações são a memória coletiva mais antiga comum a toda a Humanidade. Oferecem sentido de orientação e eternidade…

No tempo de mudança acelerada que hoje vivemos é mais do que nunca importante voltar a olhar para os céus para nos guiarem, para nos oferecerem perspectiva do que se vai passando cá em baixo na Terra, para que não percamos o rumo neste significativo momento de transição que a Humanidade atravessa no nosso planeta. 

E o que nos informam os Céus no momento presente? O encerrar e iniciar de um ciclo de cerca de 26000 anos traduzido pelo movimento de Precessão dos Solstícios e Equinócios, o mais longo ciclo no planeta que é possível ao Ser Humano observar durante o período de uma vida.

O eixo da Terra tem uma inclinação de cerca de 23 graus e leva cerca de 26000 anos a completar um giro sobre si mesmo, movendo-se 1 grau a cada 72 anos. Este movimento faz com que o Céu visto da Terra vá mudando, ou seja, se neste momento temos Polaris como a nossa estrela polar, daqui a cerca de 13000 anos a estrela mais perto do alinhamento com o eixo da Terra será Vega ( como já o foi há 13000 anos atrás ).

Este movimento de precessão dos solstícios e equinócios é o que traduz as mudanças de era na existência terrena. Esta rito de passagem planetária não acontece de um dia para o outro. Trata-se de um processo de transição que leva vários anos a completar.

A entrada na era de Aquário é calibrada pela constelação sobre a qual o Sol nasce no Equinócio Vernal em Março. Neste momento acontece entre as constelações de Peixes e Aquário refletindo o momento crucial de mudança que vivemos, cada Era tem a duração de cerca de 2160 anos. Mas há algo muito maior e transcendente a acontecer. É um ciclo total de 12 Eras que se completa ( aproximadamente 12 x 2160 = 25920 ), o chamado Ano Platónico. Em termos de orientação celestial vivemos um intervalo de tempo em que os solstícios estão alinhados com o plano da nossa galáxia, mais precisamente, o Solstício de Inverno no hemisfério norte está alinhado com as coordenadas do centro da galáxia, a Fonte da Criação, e o Solstício de Verão está alinhado com os limites da nossa galáxia na direcção oposta. 

Este alinhamento só acontece a cada 26000 anos e segundo os precisos cálculos do astrónomo francês Jean Meuss, o alinhamento de maior precisão acontece entre 1962 e 2034 – intervalo de 72 anos que corresponde a 1º.

Em termos práticos, ao recebermos a luz do sol durante a altura do solstício de inverno, estamos a receber directamente a energia do centro da nossa galáxia, a fonte da criação, os códigos de luz que contêm a chave para a evolução da vida na Terra através da activação do ADN dormente, receptor desses códigos, neste Solstício contando ainda com a presença de Mercúrio em conjunção com o Sol.

Teremos então em alinhamento direto a Terra, O Sol, Mercúrio ( comunicação ) e o Centro da Galáxia – um canal de comunicação aberto com a Fonte da Criação.

Nós todos, as diferentes gerações de almas encarnadas nestes tempos de transição, trabalhando o evoluir da consciência humana no planeta, aceitámos a importante missão de facilitar A Grande Mudança, vivemos a difícil co-existência entre dois tempos, o do paradigma do velho mundo que vai desfalecendo e o do novo mundo que desejamos co-criar, o de uma realidade mais justa, mais equilibrada, um tempo de paz entre os homens e as mulheres e em harmonia com a Terra. 

É o tempo do Grande Despertar! 

É imperativo conseguirmos olhar para além da densa cortina de fumo lançada pelos poderes há muito instalados que querem manter o controlo da consciência coletiva humana.

A verdadeira intenção do que estes tempos nos informam é que estamos em pleno processo de Ascensão da Humanidade.

Serão cada vez são mais os seres humanos despertos pelo espirito do novo tempo que sentem a vontade de voltar a uma existência mais simples e a re-conectar com a sua essência, com os outros e com a natureza, plantar a sua comida, reduzir o consumo do superficial, desligar a televisão, reorganizar a vida em comunidades rurais ou urbanas, recuperar as tradições ancestrais de simplicidade e comunhão com a Natureza Mãe, re-plantar as verdadeiras florestas, fomentar o espírito de entre-ajuda, de partilha de excedentes como sugerem os princípios e a ética da Permacultura:

Cuidar da Terra

Cuidar da Pessoas

Comércio Justo / Partilha de Excedentes

Realiza-se naturalmente este movimento de forma orgânica, cada um a seu ritmo, nem todos podem ou querem ir para o campo, a vida nas cidades também tem o seu tempo, mas é necessário ter a consciência que a humanidade não pode continuar a explorar os recursos do planeta como tem vindo a fazer e está nas mãos de todos nós a adopção de um estilo de vida mais simples, mesmo nos meios urbanos.

Isso passa pelo reduzir o consumismo, escolher produtos locais, de preferência de agricultura biológica para fomentar praticas de cultivo limpas de pesticidas e fertilizantes químicos, protegendo as águas e os solos, sobretudo, tomar consciência de como vivemos e do impacto do nosso estilo de vida, optando por escolher a via do que é mais sustentável para o planeta que é a Casa de todos nós.

Lidamos com esta vontade inata e ao mesmo tempo a necessidade de ser criativo, cada um na sua arte e de usufruir de alguns dos benefícios que a tecnologia alcançou, deixar para trás os combustíveis fosseis, adoptar fontes de energia limpa.

A mudança começa dentro de cada um de nós. Juntos fazemos a diferença e cada vez somos mais a despertar para a essência do que somos e do que as nossas almas desejam co-criar na Terra.

Nesta altura mágica do Solstício, em que se celebra o Retorno da Luz, em que as horas de escuridão começam a diminuir e as horas de luz a crescer, em que neste tempo de enorme raridade para a experiência humana na Terra, o nosso Sol do solstício de Inverno está alinhado com o Centro da Galáxia, a fonte da criação, lancemos a semente de intenção do que queremos manifestar nas nossas vidas, não só no ano que vem, mas no legado que queremos deixar para as gerações futuras. Para que um dia os filhos dos nossos filhos olhem para trás no tempo e saibam que nós fizemos as escolhas certas.

Somos almas corajosas que escolheram a difícil e importante tarefa de facilitar a mudança entre o velho e o novo tempo. Juntos lançamos à Terra as sementes de intenção para a vida das gerações vindouras no planeta.

Reconheçamos e honremos a mensagem que os ancestrais nos deixaram marcada nos círculos de pedras. Celebremos neste Mágico Solstício a re-união do céu e da terra, do que está em cima e do que está e baixo, do que está fora e do que está dentro, de recriar a harmonia entre os principio masculino e feminino e vivamos em harmonia com o Coração. 

Cada um a seu ritmo, vamos dando a mão uns aos outros. O nosso povo bem sabe que a união faz a força. 

Portugal tem uma localização geográfica de excelência, um clima e recursos naturais abençoados, solos férteis e fontes de água limpas, gerações que ainda sabem cuidar BEM da terra e uma lingua que chega aos quatro cantos do Mundo.

Temos tudo para dar o exemplo do que pode ser o Novo Mundo, a chegada do 5º Império, o Céu na Terra:

“… não um império material como os anteriores, nomeadamente o dos Descobrimentos, mas um império universal (desde logo, porque o Poeta sonha o «homem lusitano à medida do mundo»); será um império civilizacional e espiritual, baseado numa identidade cultural e na paz universal.” 

( in  Quinto Império segundo Fernando Pessoa in Artigos de apoio Infopédia )

Somos nós os Lusitanos, o povo da Luz ?

Bençãos de uma Luz muito especial neste Solstício de Inverno

Cristina Moreira

 

*Consultas de Astrologia online e presenciais em Monchique, Algarve

Marcações: 966747775

peacecodice@gmail.com

*Astrologia Essencial – curso online com a duração de 6 meses a começa a 13 Janeiro 2021 – *** INSCRIÇÕES ABERTAS

Info: www.peacecodice.com/aulas-classes

www.facebook.com/PeaceCodice

 

 


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: