LUA NOVA EM BALANÇA

Momento de avançar…

Após um Verão de enorme trabalho a nível interno e externo com movimentos retrógrados de planetas pessoais que convidaram a um processo de revisão e reestruturação a vários níveis e especialmente ao nível dos relacionamentos, primeiro Mercúrio, depois Vénus ( que rege os relacionamentos ) e outra vez Mercúrio ( no signo de Balança, continuando o foco nos relacionamentos ) e de um poderoso Eclipse Total da Super Lua Cheia no eixo Balança – Carneiro, mais uma vez, convidando à transformação na relação entre o Eu e o Outro, chegamos finalmente – e já com Mercúrio a andar para a frente, à Lua Nova em Balança. Yeah!!!

O signo de Balança é regido por Vénus, a Deusa do Amor.

Balança representa os relacionamentos equilibrados e conscientes onde trabalhamos o espelho de nós próprios através do outro, ou seja, como através das nossas interações com quem nos rodeia nos vamos deparando com situações que nos trazem ensinamentos, acima de tudo, em relação à maneira como nos relacionamos com nós próprios.

No capítulo dos relacionamentos íntimos esse espelho adquire uma profundidade única pois é nessa área que vamos reconhecer o mais fundo de nós próprios.
Essa experiência pode tornar-se muito desconcertante pois vem até nós através de situações que são desafiadoras, que abalam os alicerces do nosso ser, mas que acontecem exactamente para nos trazer à consciência e consequentemente de nos trazer o poder de nos libertarmos de padrões emocionais e de comportamento que já não servem o plano de evolução maior da nossa Alma e da energia do Novo Tempo em que vivemos.

A Balança tem dois pratos e busca o equilíbrio. Se encontramos desequilíbrio no prato do outro é porque o nosso próprio prato está desequilibrado. Ao reajustarmos o nosso prato, que inclui a integridade do nosso ser, automaticamente o prato do outro é ajustado.

Ou seja, ao projectar a culpa do que corre mal no outro, ao condenar ou julgar o outro, o desequilíbrio vai continuar. Então a chave é olhar para si próprio e reajustar o próprio ser. Assim dentro como fora, se o nosso mundo interno estiver equilibrado, também no mundo externo iremos encontrar esse equilíbrio e a vida entra em harmonia.

Se alguém nos magoou profundamente e esse acontecimento nos fez questionar o porquê e a busca dessa causa motivou o olhar para nós próprios, ao mesmo tempo essa pessoa veio trazer consciência a uma parte profunda do nosso ser, a algo que não queríamos ver, mas que estava lá… escondido na sombra.

Então vendo as coisas do ponto de vista do plano maior, para esse alguém que nos causou dor, agora que já tomámos consciência e reajustámos o que estava desequilibrado em nós, enviemos Gratidão pela oportunidade de crescimento que nos foi oferecida, Amor para curar reminiscências da ferida, e a capacidade de libertar e deixar ir o que já não serve, seja um padrão emocional ou de comportamento, seja um relacionamento, uma situação profissional, seja o que for que seja necessário deixar ir… Para criar espaço para o novo.

E acima de tudo, reconheçamos a nossa própria força, a nossa capacidade de crescer, transcender e evoluir!

Aí está a chave do resgate do poder pessoal!

Foi esse o tema forte deste Verão que teve o seu culminar no super Eclipse da Lua Cheia dia 28 de Setembro.

Durante o eclipse lunar a Terra coloca-se entre a Lua e o Sol e projecta na Lua a sua sombra. Oferece-nos assim a oportunidade de vermos a nossa própria sombra e de a transmutar.

Afinal de contas os eclipses são como portais de aceleração do tempo em que em cerca de três horas vemos a Lua passar por todas as fases que normalmente leva quase 30 dias a percorrer.
A magia do eclipse é criar este efeito de aceleração da consciência e consequente manifestação da intenção de cura que invocámos durante o mesmo.

A Lua Nova de hoje é um momento de semear as novas intenções sob o tema de Balança. Acontece após todo este processo de revisão e reestruturação a que fomos sujeitos nos últimos meses, de busca do equilíbrio a nível interno e consequentemente a nível externo.
Acontece em oposição ao planeta Urano em que invoca a mudança e chama o novo.

E acontece também com Plutão em trígono ( um aspecto harmonioso ) com Jupiter e Marte, todos em signos do elemento Terra.
Plutão é o alquimista, rege a morte e renascimento, é o grande transformador, que abala as estruturas que já não servem para dar lugar ao novo. Está no signo de Capricórnio que representa as estruturas sociais e de autoridade.

Jupiter e Marte encontram-se juntos em Virgem que representa a organização, a produtividade, o serviço, a saúde…
Jupiter expande e Marte traz energia. A quê?
À oportunidade de renascer!!!

A nível social veremos esse reflexo acontecer na estruturas governamentais, nas mudanças que precisam acontecer no sistema de (des)organização social em que vivemos para trazer equilíbrio e igualdade para todos!
Os desequilíbrio no sistema a ser cada vez mais notório e a pedir a Mudança!

As eleições legislativas em Portugal aconteceram durante Mercúrio retrógrado, durante o qual a consciência do colectivo se encontrava num processo de revisão. Os resultados têm sido e vão continuar a ser questionados pois a coligação que ganhou e que representa a ala mais conservativa do Parlamento está em minoria perante a ala mais liberal e que pede mudança.

Esta coligação de minoria, a máscara da austeridade que têm governado o nosso país terá de fazer um grande exercício de reajustamento e de reestruturação dos seus próprios valores obsoletos para conseguir o apoio necessário para governar.

Precisam de receber o apoio da oposição! O apoio do outro prato da Balança!

A atitude de austeridade e conservadorismo e as consequências de injustiça social têm de acabar pois não servem ao Bem Maior. Já não são suportadas pela energia do Novo Tempo.

O tempo é de Mudança! Se o propósito de estarmos aqui é o de evolução, então essa Mudança só poderá ser para melhor!

O resultado destas eleições que aconteceram durante Mercúrio retrogrado em Balança está a pedir não só uma reestruturação a nível governamental mas também a nível do próprio sistema.

Todo este processo está a servir para percebermos, incluindo as autoridades mais conservadoras, todas as alas políticas e todos nós, que o que precisamos é de equilíbrio que só será alcançado se nos unirmos em prole do bem comum e não apenas do interesse de alguns poucos que detêm o monopólio do poder e da economia.

O tempo do velho do Restelo acabou…

A Mudança que se quer manifestar implica uma reestruturação profunda a nível pessoal e social. Pede para olharmos para nós próprios, para todos vermos onde podemos melhorar, cooperar e trabalhar em conjunto para criar uma nova realidade.
Para, que em união consigamos encontrar soluções para os problemas inerentes ao sistema social em que temos vivido e que está obsoleto.

Pede soluções de juntar o melhor que o desenvolvimento humano e tecnológico ( ex: energias não poluentes ) alcançou e pô-lo ao serviço do bem comum, das pessoas, do planeta e de todos os seres vivos que nele habitam.

Acabar de vez com os lobbies do petróleo, da banca, das grandes farmacêuticas, das indústrias de armamento, dos produtores de pesticidas, medicamentos e fertilizantes químicos que nos estão a matar e à vida na Terra.
Acabar com a crueldade vã sobre os animais, seres que sentem e nos acompanham em amor incondicional, pois são criaturas que sentem não julgam…

A Natureza e os seus filhos são os nossos mestres.
O Tempo é de pensarmos nas gerações futuras, nos nossos filhos e nos filhos deles…

Criticar e julgar, apelar à violência, nada disso serve.
Activemos a nossa criatividade e co-criemos juntos uma realidade mais saudável, mais harmoniosa para as nossas vidas e para o planeta Terra.

Criemos soluções!

Voltar ao que é simples, optimizar os recursos, observar os padrões da Natureza, aplicar as técnicas de Permacultura, a agricultura regenerativa, os valores de equilíbrio social onde se reconhece que estamos todos dependentes uns dos outros pois cada indivíduo traz os seus talentos únicos e todos juntos nos complementamos!

A ética da Permacultura diz tanto em tão poucas palavras:

Cuidar da Terra Cuidar das Pessoas Comércio Justo

Acordai, está na hora de mudar o Mundo!

Inspiração: Nesta Lua Nova em Balança semeio sementes de equilíbrio começando no relacionamento comigo próprio(a), no equilíbrio entre o Masculino e o Feminino, no equilíbrio com o Planeta e no equilíbrio social e em todos os tipos de relacionamento que a minha vida envolve. Restauro a Harmonia!

Bençãos de Luz e Harmonia!
Cristina Moreira


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: